Cia Luna Lunera traz a JF oficinas e espetáculo “Aqueles Dois”

Cia Luna Lunera traz a JF oficinas e espetáculo “Aqueles Dois”

Fevereiro está fértil para o teatro em Juiz de Fora. A Cia Luna Lunera, de Belo Horizonte, trará para a cidade duas oficinas e um espetáculo do repertório no final de semana, 20 e 21. As ações fazem parte da 6ª Expedição Lunar, projeto de circulação da companhia, levando espetáculos e oficinas para oito cidades mineiras, com patrocínio da Petrobras, por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais. Em Juiz de Fora, a iniciativa tem apoio da Prefeitura (PJF), por meio da Fundação Cultural “Alfredo Ferreira Lage” (Funalfa).
O Centro Cultural Bernardo Mascarenhas (CCBM - Avenida Getúlio Vargas, 200 - Centro) sediará as duas atividades do grupo: “Ator-criador” e “Produção Cultural”. Para cada oficina são disponibilizadas 25 vagas. A participação é gratuita e os interessados devem fazer inscrição no site da companhia (http://cialunalunera.com.br/noticias/), até as 14h da sexta-feira, 19.
A primeira oficina, “Ator-criador”, consiste em um treinamento de atores, a partir de técnicas como contato, improvisação, viewpoints e ações vocais. O encontro busca desenvolver uma postura autoral e participativa nos processos de criação, dramaturgia e atuação, revelando as etapas de construção do espetáculo “Aqueles Dois”, que também faz parte do projeto na cidade. A oficina, indicada para artistas, atores, diretores, dramaturgos e estudantes de teatro em geral, acontecerá no sábado e domingo, 20 e 21, das 9h às 13h.
Já o curso de “Produção Cultural” está marcado para sábado, 20, das 14h às 18h. Noções introdutórias e esclarecimento de procedimentos de produção – leis de incentivo, captação, parcerias, produção de espetáculos e sustentabilidade – são o foco da conversa. A oficina é direcionada para artistas, produtores, mobilizadores da área cultural e demais interessados, a partir de 16 anos.
O espetáculo “Aqueles Dois” foi o escolhido para apresentação na cidade. A curta temporada acontecerá no Espaço Cultural Diversão & Arte (Rua Halfeld, 1.322, Centro), nos dias 20 e 21, sábado e domingo, respectivamente, às 20h e às 19h. Os ingressos serão vendidos uma hora antes do espetáculo, por R$10 (inteira) e R$5 (meia).
A montagem tem sete anos de existência e já viajou por 25 capitais brasileiras, completando mais de 350 apresentações. “O espetáculo partiu de improvisações e imersões na obra de Caio Fernando Abreu. O coletivo de criadores propôs, sobrepôs e experimentou seus próprios roteiros. E não houve a escolha de um único diretor. O processo transformou-se num exercício de direção e dramaturgia compartilhadas”, explicou o codiretor Zé Walter Albinati. “Aqueles Dois” já foi apresentado em Juiz de Fora, na programação do 5º Festival Nacional de Teatro, em 2011.

Trajetória da companhia

Fundado em 2001, o grupo investe em diversificados caminhos de criação, por meio da pesquisa continuada e do diálogo com outros criadores contemporâneos do teatro, da dança, da música e das artes visuais. Tem como prática abrir seus processos criativos para o público, criando um espaço de diálogo e compartilhamento – chamado “Observatório de Criação”. Em seus trabalhos, busca conjugar investigações corporais, jogo cênico, uso da música como parte integrante das propostas dramatúrgicas e inserção autoral nos processos artísticos. Construiu, em 14 anos de trajetória, seis espetáculos, com ampla repercussão nacional: “Perdoa-me por me Traíres” (2001); “Nesta Data Querida” (2003); “Não Desperdice sua Única Vida ou...” (2005); “Aqueles Dois” (2007); “Cortiços” (2008) e “Prazer” (2012).

Logotipo do Grupo DMI    Logotipo da Agência Formigueiro