Funalfa lança edital para apresentações musicais em JF

Funalfa lança edital para apresentações musicais em JF

Dez músicos, grupos ou bandas musicais de Juiz de Fora podem receber apoio financeiro para realização de shows em vários pontos do município. O Circuito Música da Cidade, que deve acontecer no período de 1º de maio a 30 de setembro, é promovido pela Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), por meio da Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa), em convênio com o Ministério da Cultura/Secretaria de Políticas Culturais, estabelecido a partir de emenda parlamentar da deputada federal Margarida Salomão. Podem participar músicos profissionais e amadores residentes em Juiz de Fora, sendo que cada projeto selecionado receberá R$5 mil para sua execução.


A iniciativa tem como objetivos promover a atividade musical e o intercâmbio entre artistas de Juiz de Fora, destacar e divulgar novos talentos, valorizar a produção local, estimular novas linguagens musicais, incentivar as manifestações culturais e ampliar o acesso do cidadão aos bens culturais. As apresentações acontecerão entre 1º de maio e 30 de setembro e devem ter duração de 60 a 120 minutos.


Conforme o edital, os interessados em participar do Circuito Música da Cidade devem se inscrever gratuitamente entre 7 e 23 de março. É preciso ler o edital completo e preencher a ficha de inscrição (ambos disponibilizados no site www.pjf.mg.gov.br). Além de uma série de documentos, como a identidade e o CPF do proponente, autorização para execução das músicas incluídas no repertório, comprovantes de residência dos artistas e descrição da proposta, também é preciso apresentar um CD com as músicas gravadas e a indicação de local e data para o show.


Todos os documentos devem ser entregues na Funalfa (Avenida Rio Branco, 2.234 – Centro) em envelope lacrado até 17h do dia 23 de março de 2016. O atendimento acontece de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 11h30 e das 14h30 às 17h30. As propostas inscritas passarão por duas etapas de julgamento. Na análise documental, serão verificados os documentos exigidos em edital. Ocorrendo falta ou inadequação de algum deles, a proposta será desabilitada.


Na fase seguinte – análise da proposta –, serão verificados consistência, clareza, objetividade e suficiência das informações apresentadas; exequibilidade da proposta; compatibilidade do currículo da equipe e dos recursos disponibilizados por este edital; relevância para a cultura da cidade; qualificação dos artistas e técnicos envolvidos; descentralização e acessibilidade do projeto.
O número de propostas escolhidas pode ser inferior a dez, e o resultado da seleção para o Circuito Música da Cidade será divulgado até o dia 5 de abril.

Fonte: Assessoria

Logotipo do Grupo DMI    Logotipo da Agência Formigueiro