Minas Gerais já tem 25 mortes confirmadas por febre amarela

Minas Gerais já tem 25 mortes confirmadas por febre amarela

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES/MG) divulgou, nesta terça-feira, 23, Boletim Epidemiológico atualizado sobre os casos de febra amarela no estado. Os dados apontam 25 mortes já confirmadas em decorrência da doença. Outros 12 casos estão em investigação e 14 foram descartados.


Conforme a SES/MG, desde o início do 2º período de monitoramento da febre amarela (julho/2017 a junho/2018), foram confirmados 47 casos da doença em Minas e outros 99 continuam em investigação.


Do total de casos confirmados laboratorialmente, 44 (93,6%) são de pessoas do sexo masculino e três (6,4%) de pacientes do sexo feminino. Ainda segundo a Secretaria, não há relato de vacinação para a doença entre os casos confirmados. A mediana de idade dos infectados é de 46 anos (15 - 88 anos) e a letalidade, no estado, é de pouco mais de 53%.

 

tabelafebreamarela.png

 

VACINAÇÃO


Dados da SES/MG apontam que a cobertura vacinal acumulada de febre amarela em Minas Gerais é de cerca de 82%. A estimativa é de que 3.522.381 ainda não foram vacinados, especialmente na faixa-etária de 15 a 59 anos, a mais acometida pela epidemia da doença em 2017.


Ainda conforme o Boletim, 39,39% (336) dos municípios de Minas não alcançaram 80% de cobertura vacinal; outros 32,71% (279) tem entre 80% e 94,9% de seus moradores vacinados; e 27,90% (238) estão índice de 95% de cobertura vacinal.

 

PRIMATAS INFECTADOS


No 2º período de monitoramento, foram registradas epizootias de Primatas Não Humanos (PNH) em 176 municípios, com confirmação de circulação do vírus em 32 deles. Outras 43 cidades apresentam casos suspeitos de febre amarela em primatas e, 101, epizootia indeterminada (sem coleta de amostra).

 

Colaboração Assessoria

Logotipo do Grupo DMI    Logotipo da Agência Formigueiro