Juiz de Fora registra duas mortes de pacientes com suspeita de febre amarela

Juiz de Fora registra duas mortes de pacientes com suspeita de febre amarela

Um idoso de 66 anos, que estava internado no Hospital Albert Sabin com suspeita de febre amarela, morreu na noite dessa quinta-feira, 18. A assessoria de comunicação do hospital informou que o paciente estava internado no Centro de Terapia Intensiva (CTI) e que não há confirmação da doença no idoso, mas que o caso está sendo investigado.


O paciente é morador de um município da região e estava em Juiz de Fora para receber o tratamento. A confirmação da cidade será dada no próximo Boletim Epidemiológico da Febre Amarela em Minas, que será divulgado na terça-feira, 23.

 

PRIMEIRA MORTE

A morte do idoso não é a primeira de paciente com suspeita de febre amarela registrada em Juiz de Fora. Na tarde dessa quinta, por volta das 16h, um homem de 58 anos, que também foi internado com suspeita da doença, morreu. Conforme informações da assessoria de comunicação da Santa Casa, onde o paciente passou por um transplante de fígado, os médicos aguardam o resultado dos exames para definir se o homem tinha febre amarela.


Ele deu entrada no hospital na quarta-feira, 17, transferido do Albert Sabin, e passou pelo transplante em função de uma hepatite fulminante.

Logotipo do Grupo DMI    Logotipo da Agência Formigueiro