Confira algumas opções de lazer gratuito em Juiz de Fora

Confira algumas opções de lazer gratuito em Juiz de Fora

Férias é sinônimo de diversão e, consequentemente, de viagem. Entretanto, nem todo mundo consegue concretizar seus anseios, seja por conta da rotina corrida ou pela falta de condições financeiras. Algumas pessoas desconhecem, mas Juiz de Fora oferece diversas opções gratuitas para crianças, jovens e adultos. Parques, praças, museus e outros locais estão abertos para receber a comunidade durante o período de recesso.

“Nessa rotina de trabalho intenso, corre-corre, temos que buscar momentos de lazer. No município, temos espaços que possuem boa comida, história e cultura. Cada vez mais as pessoas buscam se divertir e estão encontrando algumas oportunidades. É claro que ainda existem pessoas que desconhecem a variedade de opções, mas estamos tentando chegar a todos”, afirma a gerente do Departamento de Incentivo ao Turismo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo (Sedettur), Tatyana Hauck Herdy Hill.

Para isso, a Prefeitura criou o portal de turismo, que pode ser acessado pelo link: portaldoturismo.pjf.mg.gov.br. Através dele é possível conferir a agenda dos eventos que ocorrem na cidade. O cidadão também pode receber as informações do que acontece no município se cadastrando no e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

OPÇÕES AINDA SÃO ESCASSA


Apesar da quantidade de opções na cidade, a Professora de Turismo da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Alice Arcuri destaca que o número não atende por completo a população. “O poder público tem dado pouca atenção à população nesse aspecto. Apesar de termos vistos bom aproveitamento das áreas livres para a prática de exercícios e outras atividades, ainda é insuficiente. Se as pessoas não encontram lazer, principalmente aquelas de menor renda, elas seguem outros caminhos, como o tráfico”, lembra.

No entendimento dela, o planejamento é a forma de oferecer mais lazer para a população. “Essas iniciativas devem ser pensadas antes de criar um bairro. Ou se ele já existe, pensar na forma de levar mais lazer para as pessoas. Tudo isso deve estar aliado a segurança. São projetos de valor elevado, mas que atenderiam a todos os públicos”, reforça.

O QUE FAZER EM JF

Se o interesse é aproveitar os dias de folga e realizar atividades voltadas para a cultura, história, esporte e contato com a natureza, aqui vai algumas dicas, que foram listadas por Tatyana.

• VISITAS AO CINE-THEATRO CENTRAL AOS SÁBADOS: “É uma visita muito rica, em que um guia do local explica toda história do teatro. São locais culturais, riquíssimos em informação”.

Onde: Rua Barão de São João Nepomuceno, S/N - Centro. Visita sujeita a agendamento prévio. Mais informações: (32) 3215-1400

• NATUREZA: “Na procura por caminhada, atividades físicas e a busca por ar livre têm o Parque da Lajinha, o Mirante de São Bernardo e o Mirante do Imperador”.

Onde: Mirante - Morro do Imperador, Estrada Engenheiro Gentil Forn - São Pedro, todos os dias, de 7h às 22h.

Mirante - São Bernardo, Rua Maranhão, s/n - São Bernardo, funcionamento diário, 24 horas.

Parque da Lajinha - Avenida Paulo Japiassú Coelho - Teixeiras, diário, das 8h às 17h.

• ATRAÇÕES MULTIPLAS: “Praça cultural, Mercado Aberto e Som Aberto, são eventos democráticos, que oferecem música, entretenimento, boa gastronomia e cerveja artesanal.”

Onde: Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Programação e data a serem definidas

• ANDAR PELO CENTRO NO FIM DE SEMANA: “Quando não se tem muitas pessoas circulando pelo centro, observamos as coisas com outros olhos. Ao olhar para cima, podemos apreciar a riqueza da arquitetura e um pouco da história da cidade. A sugestão é iniciar o passe na Praça da Estação, passando em frente ao Centro Cultural Bernardo Mascarenhas (CCBM), (oportunidade também para apreciar o Mercado municipal), e depois segue pela Rua Halfeld, finalizando o percurso no Parque Halfeld”.

• MUSEUS: “São cerca de 16 museus cadastrados para receber visitas diariamente”.

Onde: Museu Mariano Procópio (fechado, temporariamente, por conta do corpo de um macaco encontrado morto, infectado com febre amarela). UFJF / Museus (Etnologia), UFJF / Museus (Malacologia), UFJF - Museu da Farmácia Professor Lucas Marques de Amaral.

• FEIRA DE SÃO MATEUS: Rua Coronel Pacheco - São Mateus, todas as quartas-feiras, das 7h às 12h.

Logotipo do Grupo DMI    Logotipo da Agência Formigueiro